O que são carboidratos e porque eles engordam

Tempo de leitura: 8 minutos

Carboidratos, você sabe o que são?

Ultimamente é comum ouvir essa palavra quando os assuntos são alimentação e perda de peso. O problema é que muita gente não sabe o que é ou como os carboidratos atuam no organismo. Por isso, vamos ao básico e imprescindível para quem deseja emagrecer com saúde ou apenas mantê-la em dia.

O que são carboidratos?

São macronutrientes necessários ao organismo, assim como as proteínas e os lipídeos (gorduras). Os macronutrientes constituem a maior parte da alimentação diária de um pessoa, são eles os responsáveis por fornecer energia e componentes fundamentais para o crescimento e manutenção do corpo. O equilíbrio alimentar depende da proporção ideal entre eles.

Os carboidratos são considerados as principais fontes alimentares para a produção de energia, já que é o macronutriente de mais fácil absorção. Não é à toa que os carboidratos são considerados o combustível do corpo.

Vamos pensar no corpo como um carro FLEX, só que essa super máquina (corpo humano) pode trabalhar com três tipos de combustíveis (macronutrientes) diferentes: carboidratos, proteínas e lipídeos.

Obviamente que não entendo nada de carro ou combustível, por isso posso estar errada quanto ao funcionamento dele, mas isso é uma mera metáfora, então me perdoem se eu estiver errada, rs.

Acredito que para o carro FLEX seja mais fácil utilizar o álcool que a gasolina e por isso ele gasta-o mais rapidamente. Quando utiliza a gasolina o processo para transformá-la em energia é mais complexo e demorado, por isso sua energia é liberada lentamente, “rendendo” mais.

Com o nosso organismo acontece o mesmo. Os carboidratos (metaforicamente o álcool) são o tipo de combustível preferido do corpo, sendo transformado em energia facilmente. As proteínas e gorduras (gasolina) são mais complexas, demandando um pouco mais de tempo para serem transformadas em combustível.

Ou seja, quando ingerimos alimentos ricos em carboidratos, eles são rapidamente metabolizados pelo organismo e disponibilizado em forma de glicose no sangue.

Por que os carboidratos engordam?

carboidratos

É exatamente nessa parte do processo que os mistérios começam a se desvendar!! Preste atenção.

Depois da digestão dos alimentos (principalmente os ricos em carboidratos) o sangue fica inundado de glicose (açúcar), energia rápida. Para que as células possam utilizar essa energia o hormônio insulina (falo dela aqui) é solicitado, já que é ele o responsável por “abrir” as portas das células, possibilitando a entrada de energia. Esse hormônio rapidamente remove a grande quantidade de açúcar no sangue, jogando-a para dentro das células.

É aí que tudo se explica… As células utilizam muito pouco da energia disponibilizada no sangue, o que ainda deixa os níveis de açúcar altos.

O problema é que níveis muito altos de açúcar no sangue são tóxicos ao organismo, o que faz com que a insulina continue agindo para regularizar a situação.

Como consequência, a insulina estimula a captação de glicose principalmente pelos tecidos adiposo e muscular.

No entanto, a quantidade de glicose que pode ser armazenada pelo tecido muscular é pequena e limitada, diferente do tecido adiposo que é (praticamente) ilimitada.

Quando me refiro a tecido adiposo, estou me referindo as suas gordurinhas. Aquelas que estão acumuladas na barriga, nos flancos, nos culotes, braços ou onde sua genética determinou que elas se acumulassem mais.

Ou seja, o excesso de glicose é armazenado naquela gordura que você quer tanto perder.

Fique atualizado!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as novas publicações do site!

Outro problema que o consumo excessivo de carboidratos gera: FOME!

fome-geladeira

O que acontece depois de todo esse processo é ainda mais impactante para nós. Como expliquei acima, a insulina é liberada para que os níveis de açúcar no sangue caiam e deixem de ser tóxicos ao organismo.

Quando a taxa de glicose no sangue está muito alta a quantidade de insulina liberada também é grande, retirando mais açúcar do sangue do que o necessário, o que também é prejudicial a saúde.

Para que os níveis de açúcar voltem a faixa segura você precisa comer. Ou seja, você sente fome. Entendeu agora porque você sente fome pouco depois de comer uma macarronada e demora o dia todo para sentir fome depois de comer churrasco!? (falo mais sobre isso aqui).

Os problemas não param por aí…

A fome ou o aumento de peso são as menores consequências decorrentes do ciclo que descrevi acima. Os problemas ocasionados por ele vão muito além da estética. A repetição desse ciclo pode ocasionar ou agravar doenças crônicas e síndromes metabólicas, como diabetes, colesterol alto e tantas outras.

Quem são eles e onde encontramos os carboidratos?

carboidratos

Boa parte dos alimentos disponíveis para o consumo humano contém alguma quantidade de carboidrato em sua composição.

Os mais “problemático” são os chamados “carboidratos simples”, aqueles que são absorvidos de forma mais rápida pelo organismo liberando insulina. Esses tipos de carboidrato são formados por um conjunto de moléculas de “açúcar” pobres em nutrientes e por isso não precisam de nada para serem absorvidos.

São exemplos de carboidratos simples: açúcar de mesa, xarope de milho, arroz branco, farinha branca, suco de frutas, pães, massas, bolos, refrigerante, mel, cereais, leite, doces em geral etc.

carboidratos-complexos

Porém, nem todos os carboidratos são “ruins”. Os chamados carboidratos complexos são formados por uma “cadeia de açúcares” e por isso precisam ser quebrados em pedaços menores (moléculas) para serem absorvidos pelo organismo.

Ou seja, é necessário um pouco de trabalho para serem digeridos, o que demanda tempo e gera maior saciedade. Além disso, esse tipo de alimento costuma ter mais nutrientes e ser rico em fibras.

São exemplos de carboidratos complexos: vegetais verdes, arroz integral, aveia, massas integrais, pães integrais, mandioca (aipim), batata-doce, batata-baroa, milho, abóbora, cenoura, feijão, lentilhas, ervilhas etc.

Observação: produtos industrializados em geral são compostos por carboidratos simples. Leia os rótulos e analise a proporção dos macronutrientes. Quase sempre possuem mais da metade de açúcar (carboidrato simples) em sua composição. Fique de olho!

Conclusão

Relembrando o que acontece quando você ingere carboidratos simples:

Você ingere carboidratos simples -> o corpo digere rápido -> aumentam os níveis de açúcar no sangue -> o corpo libera insulina -> o excesso de açúcar é armazenado, resultando em níveis baixos de açúcar no sangue -> você fica com fome -> você come novamente.

Obviamente que a repetição desse ciclo esporadicamente não é capaz de causar grandes danos ao corpo. Porém, a repetição diária e contínua pode ocasionar diversos problemas de saúde, além do aumento de peso.

A quantidade de carboidratos que deve ser ingerida diariamente ainda é motivo de discórdia entre nutricionistas, médicos e cientistas. Existem diversas vertentes que podem ser seguidas, porém a vertente da alimentação low-carb é a que tem ganhado força ultimamente.

Segundo ela, manter a ingestão de carboidrato abaixo de 150g diários contribui para perda ou manutenção do peso. (Obs: 150g dos macronutrientes carboidratos e não dos alimentos que possuem carboidratos. Exemplo: 100g de batata-doce equivale a 20g de carboidratos). Falo mais disso dando exemplos neste vídeo.

Agora que você entendeu como o processo de acúmulo de gordura acontece é hora de repensar o quanto você ingere de carboidratos diariamente. Boa parte das pessoas tem sua alimentação baseada em carboidratos simples. Será que você não é uma delas?

Se você está tentando emagrecer comece se perguntando isso. Avalie o cardápio da sua dieta. Olhe os rótulos dos alimentos que consome. Faça as contas. Tenho certeza que você irá se assustar com os números que descobrir.

Espero que tenha gostado do post! Caso tenha dúvidas, sugestões ou dicas para passar, deixe um comentário abaixo e responderei assim que possível.

Beijos e até a próxima!

Tenha acesso a deliciosas receitas Low Carb, feitas 100% de comida de verdade, para todas as ocasiões, adquirindo nosso e-book “Cozinha de Verdade” no botão abaixo:

QUERO MEU E-BOOK!

Se você ainda não é inscrito no canal do Youtube do Você Mais Fitness, aproveite para se inscrever clicando aqui.

Siga o Você Mais Fitness nas redes sociais!

  1. Facebook: Você Mais Fitness
  2. Instagram: Você Mais Fitness
  3. Snapchat: maria-luizass

Fique informado! Cadastre seu email no Você Mais Fitness e receba novidades, artigos e dicas imperdíveis para ter uma vida mais saudável (grátis)!

Comments

comments

  • Taísa De Paula Paiva Freitas

    Malu estou adorando o site e as dicas! Frequentadora assídua da página! Sucesso certo! Bjos

  • Elisa Oliveira

    Lu adorei o artigo! Rico em informações importantes anteriormente desconhecidas por mim!

  • Que bom que está gostando Taísa!
    Sempre que tiver alguma dúvida ou sugestão de tema pode falar, viu!?

    Obrigada por prestigiar!!
    Beijão

  • Obrigada Amiga!
    Qualquer dúvida ou sugestão pode falar!!!
    Beijos infinitos!!!

  • Caio F

    Conteúdo muito bom!

    To gostando muito do site… já ganhou mais um assinante!

  • Patricia Machado

    Acabo de descobrir que estava fazendo um monete de coisas erradas!

    parabéns pelo artigo!

  • Acontece com todo mundo Patricia.
    Infelizmente a mídia nos condiciona a comportamentos equivocados.
    Continue nos acompanhando e descobrindo muito mais!
    E sempre que tiver dúvidas, sinta-se a vontade em perguntar.
    beijos

  • Muito obrigada Caio.

    Farei o possível para atender as expectativas.

    beijos

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()