Simplificando a alimentação Low Carb

Tempo de leitura: 5 minutos

Se você se interessa, ou já se interessou, por alternativas para o emagrecimento, você provavelmente já ouviu falar na dieta/alimentação low carb.

Mas com certeza essa não foi a única estratégia para perda de peso com a qual você já teve contato. E vamos combinar que, com tantas dietas por aí, fica difícil distinguir qual é a melhor para você, não é mesmo!?

E se eu te dissesse que a alimentação low carb, além de ser muito eficaz, ainda tem uma lógica super fácil de entender, e que compreender essa lógica tornará a execução ainda mais fácil!?? Afinal, é muito melhor colocar algo em prática quando sabemos o porquê e os resultados que aquela ação vai produzir, não é mesmo!?

Então vamos ao que interessa!

A lógica da alimentação low carb!

alimentaçao-low-carb

Uma forma bem simples de explicar é através de uma analogia onde comparo dinheiro na carteira e dinheiro na poupança com energia disponível no sangue e energia estocada nas reservas de gordura.

Vamos imaginar que você tem uma carteira e uma poupança cheias de dinheiro. Quando você precisar utilizar dinheiro para comprar alguma coisa, o mais natural é que você use o dinheiro da carteira, já que a disponibilidade dele é maior naquele momento. Não faz sentido alguém que já tem dinheiro sobrando na carteira retirar mais dinheiro para colocar ali.

Com o corpo acontece da mesma forma! Aplicando essa analogia aos mecanismos do corpo, o dinheiro na carteira seria a energia disponível no sangue e a poupança a energia estocada nas reservas de gordura.

Assim como não faz sentido sacar mais dinheiro da poupança quando se tem dinheiro na carteira, também não faz sentido nenhum gastar as reservas de gordura como energia, quando já se tem energia disponível suficiente no sangue.

Acontece que o tipo de alimentação mais comum hoje em dia é uma alimentação cheia de carboidratos que, digeridos, transformam-se rapidamente em energia. Dessa forma, o organismo está sempre cheio de energia de fácil acesso, ou seja, cheio de dinheiro na carteira.

Por isso, nesse tipo de alimentação, as chances do seu organismo precisar sacar dinheiro da poupança (suas reservas de gordura) é quase nula. Você provavelmente não emagrecerá e ainda tem (boas) chances de engordar.

Isso porque, assim como você não vai jogar dinheiro no lixo, seu organismo não pretende jogar energia fora (sobrevivência).

É um processo lógico. O corpo recebe uma oferta grande de açúcar (carboidratos), o transforma em glicose e disponibiliza no sangue como fonte de energia. Se não utilizado, o organismo volta a transformar essa energia, porém agora de forma a conseguir armazená-la (em forma de glicogênio e/ou gordura). Não há desperdício.” Dieta Low Carb: a chave para o emagrecimento

Se você quiser entender essas questões de forma rápida e clara, olhando nos meus olhos, assista o vídeo abaixo!

Não deixe de se inscrever no canal para ter acesso em primeira mão a todas informações e vídeos que posto por lá!

Como funciona a alimentação low carb!?

dúvida-alimentaçao-low-carb

Seguindo essa lógica fica fácil entender que, se retirarmos a grande fonte de oferta de energia do nosso organismo, o corpo terá que, finalmente, sacar suas reservas de energia e disponibilizá-las para uso. Ou seja, você começará a utilizar suas reservas de gordura como energia.

A fonte de oferta de energia mais fácil ao organismo são os carboidratos, dessa forma quando há restrição dos carboidratos na alimentação, seu corpo começa a metabolizar a gordura como fonte de energia, assim como passa a gastar as reservas de gordura que você já tem no seu corpo.

Se você está se perguntando o porquê de uma coisa tão simples e fácil de colocar em prática ainda não ser tão popular, eu te explico rapidamente: não é interesse da indústria alimentícia fazer você parar de comer ou comprar. Quanto maior o consumo, mais dinheiro no bolso deles!

Um ponto importante da alimentação low carb

Com a prática da alimentação low carb seu corpo vai se acostumar a utilizar a gordura como fonte primária de energia, ou seja, você estará ceto-adaptado. Como consequência é normal sentir menos fome, já que o combustível que o corpo utiliza já estará a seu alcance (isso só não acontecerá se você for muito, muito magro… e se você está lendo isso, não é o seu caso).

Por se tratar de uma alimentação pobre em carboidratos, não haverá picos de insulina (entenda mais sobre isso clicando aqui) o que é um dos principais ativadores da fome.

Ou seja, você sentirá pouca fome! Acredite em mim, seu organismo sabe exatamente o que você precisa para viver bem e saudável, respeite-o e coma apenas quando tiver fome de verdade! 

Acesse a lista de alimentos low carb para saber tudo que você pode comer nesse tipo de alimentação!

Espero que tenha gostado do post!

Caso tenha dúvidas, sugestões ou dicas para passar, deixe um comentário abaixo e responderei assim que possível.

Beijos e até a próxima!

Fique informado! Cadastre seu email no Você Mais Fitness e receba novidades, artigos e dicas imperdíveis para ter uma vida mais saudável (grátis)!

Comments

comments