O segredo de como usar o frio para emagrecer (imperdível!)

Você certamente já ouviu falar do nadador americano Michael Phelps.

Phelps ficou mundialmente conhecido por 2 fatos notórios: por ter sido o atleta a ganhar mais medalhas em uma mesma edição de Olimpíada e por sua dieta de 12000 calorias diárias.

Para você ter ideia, Phelps consumia calorias suficientes para alimentar 6 pessoas normais durante um dia inteiro.

Esse fato chamou atenção de muita gente, primeiro por ser assustador (é um mundo de comida!) e segundo por desafiar as noções de consumo de calorias diárias.

phelps-comida

O gasto calórico médio durante a prática de natação é de 700 calorias por hora. Michael Phelps treinava cerca de 5 horas por dia, logo gastava 3500 calorias nadando e mais umas 2500 calorias apenas para manter seu metabolismo basal durante as 24 horas do dia. Somados esses valores representam apenas 6000 calorias.

Para gastar as 12000 calorias apenas com natação, Phelps teria de nadar mais de 17 horas por dia. Treinamento que destruiria seu corpo em curto prazo.

As contas não batiam de maneira alguma e nesse momento surgia a dúvida: para onde vão as outras 6000 calorias consumidas por Phelps?

Uso do frio para emagrecer

É ai que inserimos o fator frio na história!

piscina-fria

Phelps nadava suas 5 horas diárias em piscinas que não tinham aquecimento, o que fazia com que seu organismo gastasse grandes quantidades de energia apenas para manter a temperatura corporal adequada. Era nesse momento que a conta fechava.

O nadador gastava mais energia na manutenção da temperatura corporal do que com a prática da atividade física de nadar.

Essa explicação inicial é passada no best seller “4 horas para o corpo”, de autoria do milionário americano Tim Ferriss.

Tim Ferriss dedica um capítulo inteiro de seu livro para explicar como usar o frio (água fria e gelo) para acelerar o processo de queima de gordura e emagrecimento.

Como funciona?

O uso do frio para emagrecer se apóia em dois fatores:

  • o já citado gasto calórico para manter a temperatura corporal nos níveis adequados e
  • o efeito estimulante do frio sobre um tipo de gordura conhecida como tecido adiposo marrom.

O tecido adiposo marrom difere da gordura normal (conhecida como tecido adiposo branco) por ter uma alta concentração de mitocôndrias dentro de suas células, o que confere a cor marrom ao mesmo.

As mitocôndrias presentes nas células atuam como verdadeiras usinas de energia produzindo calor através da queima de glicose e ácidos graxos.

O frio apresenta um efeito estimulante sobre esse tecido, favorecendo a produção de mais células que irão queimar mais calorias através de suas mitocôndrias. Com isso, mais tecido adiposo marrom representa maior capacidade de geração de energia e gasto calórico, o que irá facilitar o emagrecimento.

Até pouco tempo atrás, acreditava-se que o tecido adiposo marrom existia somente em crianças. Entretanto, hoje sabemos que os adultos ainda preservam tecido adiposo marrom, principalmente em 3 áreas do corpo:

  • Trapézio,
  • Peitoral superior e
  • Parte de trás do pescoço.

Fique atualizado!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as novas publicações do site!

Como usar o frio para emagrecer?

Agora que você já sabe como a coisa toda funciona, vou apresentar 3 técnicas simples de serem feitas para acelerar a queima de gordura através do uso do frio (sem que para isso você tenha de nadar durante cinco horas em piscinas geladas).

1# Aplicação de gelo na região do trapézio e parte posterior do pescoço por 20 minutos

Como expliquei acima, essas são duas das três áreas que apresentam maior concentração de tecido adiposo marrom. Portanto, deixar essas regiões em contato com gelo por 20 minutos vai aumentar seu consumo de energia e favorecer o emagrecimento.

Caso queira, também pode ser feita na parte superior do peitoral ao mesmo tempo.

2# Consumir meio litro de água bem gelada imediatamente após acordar

Estudos indicam que esse simples gesto pode aumentar seu metabolismo basal em até 30%, já que seu corpo terá de gastar energia para esquentar tudo que foi esfriado no caminho.

3# Tomar banhos gelados curtos pela manhã e antes de dormir

Tomar banhos frios de 5 minutos ao acordar e antes de dormir apresentam efeito semelhante a aplicação de gelo descrita na primeira técnica, já que as áreas afetadas são praticamente as mesmas.

Embora “dolorosa” (banho frio de manhã é cruel), a técnica promove aumento do gasto energético e mais alguns efeitos benéficos comprovados cientificamente como aumento da imunidade e combate a depressão.

Conclusão 

O uso do frio para emagrecer é mais uma arma que pode ser usada na luta contra a balança e na busca de uma vida mais saudável.

Repare que as três técnicas passadas são simples de serem implementadas e de rápida execução.

Agora cabe a você se adaptar as mesmas pouco a pouco (comece tomando banhos normais e apenas no final troque para o frio, tome água mais gelada aos poucos etc) ou radicalizar direto (encha a banheira de gelo e entre por 20 minutos).

Faça como achar melhor.

Caso tenha dúvidas sobre o conteúdo do post ou qualquer etapa do processo, deixe um comentário abaixo e responderei assim que possível.

Abraço e até a próxima!

Fique informado! Cadastre seu email no Você Mais Fitness e receba novidades, artigos e dicas imperdíveis para ter uma vida mais saudável (grátis)!

Referências:

Livro 4 horas para o corpo, de Tim Ferris

  • Caio F

    Nossa, muito bom o artigo.

    Não fazia ideia de que o frio ajudava a perder peso…

    Vou correndo comprar um sacos de gelo daqueles de gel.

    Sucesso pro site!!

  • Boa tarde, Caio.

    Muito obrigado pelo elogio. É muito bom ter feedback positivo, ainda mais no site que acabou de ser inaugurado!

    Grato pelo apoio.

    Abraço e continue acompanhando o Você MAIS Fitness!